A grande missão de todos os filmes é fazer com o que o bem vença no final. Porém, alguns vilões acabam roubando a cena e caindo nas graças do público, ganhando torcida e uma legião de seguidores fiéis, e claro, detonando com os mocinhos.
Separamos 7 vilões que deixaram seus mocinhos pra trás na fila do sucesso. Confira:

7. Donaka – Man Of Tai Chi (O Homem do Tai Chi)

Vilões-Donaka

Quebrando o molde e aparecendo como um vilão (e dando-nos uma performance carismática) Keanu Reeves (Donaka) é sem dúvida a coisa mais interessante sobre “Man of Tai Chi”. A figura de um torneio que lembra um Mortal Kombat mais realista, é tão cruel como mortal. O tema principal do filme é a corrupção; como Donaka coage o inicialmente relutante Tiger Chen Linhu a entrar no seu jogo mortal, como um concorrente. Tiger encontra-se atraído por dinheiro e gradualmente se torna um combatente mais brutal, até que acaba esquecendo suas raízes. Porém, foi dito a ele que a organização de Donaka o estava acompanhando muito antes de sua entrada no torneio, e o objetivo disso era transformá-lo em um assassino.

O que ninguém sabia, era que Tiger estava trabalhando com a polícia de Hong Kong, e se recusa a lutar contra o adversário (que seria sua primeira vítima). Ele é resgatado e nos deixa com o gostinho de que o objetivo de Donaka falhou.
Este teria sido um triunfo do bem sobre o mal, se não fosse o confronto final. Tendo escapado da polícia, Donaka rastreia Tiger e desafia-o a um combate. Previsivelmente Tiger sai vitorioso mas será que ele prende Donaka novamente ou cumpre o desejo do vilão e se torna um assassino?

6. Mr. Glass – Unbreakable (Corpo Fechado)

Vilões-Mr. Glass

Em um filme fantástico dirigido por M. Night Shyamalan, temos a história de David Dunn (Bruce Willis), e como ele descobre que possui super poderes. O antagonista da trama é Elijah Price (Samuel L. Jackson) que sofre de uma condição rara que torna seus ossos extremamente frágeis.
Buscando consolo em quadrinhos, ele começa a acreditar que em alguma extremidade do mundo deve haver alguém completamente oposto a ele, ou seja, alguém ‘inquebrável’. Ele sai para testar sua hipótese na forma insana de um vilão que sabota o transporte público e mata muitos inocentes. Tudo isso na esperança de encontrar seu único sobrevivente, o seu oposto “inquebrável”.

Eventualmente ele descobre Dunn, e conhece seus poderes especiais, o tornando seu arqui-inimigo por essência. É aqui que ele encontra sua vitória. Durante anos ele tem procurado o yin a seu yang e ao fazer isso, ele cumpriu a ambição de uma vida.

5. Indústria da Moda – Zoolander

vilões-zoolander

Zoolander é o conto de como um ícone brega e cafona da moda sofre uma lavagem cerebral para se tornar um assassino. Nele, comédia, romance e ação estão juntos em harmonia, com Ben Stiller e Owen Wilson em sua melhor forma.

Embora perpetua o estereótipo de que os modelos são todos corpos sem cérebro, Zoolander não é algo mesquinho, mas sim, um filme inegavelmente engraçado. As únicas pessoas que não saem ilesos são os magnatas da indústria da moda, que são apresentados como vilões covardes.

4. Sociedade – Falling Down (Um dia de fúria)

vilões-falling-down

Em “Falling Down” a nossa sociedade é apresentada como uma terrível entidade corrupta, uma vilã muito própria. William ‘D-Fens’ Foster, nosso protagonista, experimenta cada face cruel dessa sociedade e, no caminho que leva até a festa de aniversário de sua filha, ele tem um surto de decadência social e pega para si a missão de corrigir todos os erros que ele vê no mundo.

Sofrendo com o preconceito por conta de sua idade, ele passa a considerar todas as coisas com o lema: “Minha vida não é justa”, exibindo, muitas vezes, uma psicopatia que o levou a perder seu emprego e sua família, enquanto ele tenta combater o declínio social.

O filme exagera na exposição da criminalidade e da injustiça, porém, isso serve para destacar estas questões graves e a frustração que todos nós experimentamos quando chegamos “um minuto após o final da festa”.

3. Hans Landa – Inglourious Basterds (Bastardos Inglórios)

vilões-hans-landa

Amado e desprezado, em igual medida, Hans Landa é certamente uma figura polarizadora. Por um lado ele é um nazista, mas por outro o seu carisma é extremamente contagiante. Lançando o fantástico Christoph Waltz da obscuridade ao estrelato merecido, Landa é um dos personagens mais interessantes da história do cinema.

Introduzido em uma cena deliciosamente tensa onde ele está caçando judeus e punindo aqueles que estavam os abrigando, seu intelecto aguçado e extrema sagacidade fazem com que qualquer interrogatório vire uma tortura, algo que vemos repetidamente ao longo do filme. Ele é claramente perigoso e não deve ser tratado com leviandade. Ele é capaz de transformar qualquer situação a seu favor, mesmo usando a queda de Hitler como uma oportunidade para criar uma nova vida para si mesmo nos EUA.

2. Alex DeLarge – A Clockwork Orange (Laranja Mecânica)

Vilões-Alex

Um fã de Beethoven, leite, drogas e, claro, um pouco de violência, Alex DeLarge é um dos exemplos mais sombrios da juventude revoltada, ele e seus capangas aparentemente estão autorizados a circular livremente e fazer o que quiserem em uma espécie de Londres distópica. Vemos sua gangue atacar os sem-teto, cometer agressões sexuais e se deleitam com cada segundo de terror de sua vítima.

Esta carnificina desenfreada não pode durar para sempre e o passado de Alex eventualmente o alcança. Torturado, preso e abandonado por aqueles mais próximos a ele, parece que ele encontrou realmente  sua punição. É interessante ver estas consequências para o personagem, especialmente porque ele é o único que narra o filme, seu charme capaz de reunir algum nível de simpatia, apesar de sua depravação clara.

1. The Jocker – The Dark Knight (Batman: O Cavaleiro das Trevas)

vilões-the-jocker

Não podemos começar a falar do nosso primeiro lugar, sem mencionar a atuação de Heath Ledger como o Príncipe Palhaço do Crime, que diga-se de passagem, já se tornou lendária. Ele capturou a insanidade e a terrível escuridão do personagem de uma maneira que poucos outros poderiam esperar. Mais do que ser  mais um vilão em um filme do Batman, ele se tornou um padrão que todos os vilões de tela hoje buscam se espelhar.

Espalhando sua própria forma de caos e da criminalidade em torno das ruas de Gotham, ele causa problemas para os heróis e vilões. Ele não está motivada por qualquer ganho pessoal, o que faz dele quase impossível de prever. Isto lhe permite ser criativo em sua criminalidade; atacar um comboio policial para assassinar o promotor público de Gotham e mantém duas balsas refém com grandes quantidades de explosivos e incita os dois grupos a detonarem, cada um, a outra balsa.

A principal coisa a ser notada é que ele realiza o que ele se propõe a fazer com Gotham. Ele consegue deixar toda a cidade com medo; Harvey Dent está corrompido e morto, além de Batman ser forçado ao exílio. Enquanto a trágica morte de Ledger impediu o retorno do personagem para a terceira parte da trilogia Dark Knight é seguro dizer que se isso não tivesse acontecido, ele não ficaria preso por muito tempo. Enquanto Bane que eventualmente quebrou as costas do Batman, o Joker conseguiu esmagar seu espírito.

Gostaram da lista? Acrescentariam ou mudariam a ordem de algum?
Comenta aqui pra gente!