Com base na série de quadrinhos de Charles Forsman, a série acompanha os estranhos adolescentes James e Alyssa quando embarcam em uma viagem para encontrar o pai de Alyssa, mas não sabe ela que o real intuito de James é de matá-la.

Se essa sinopse ou o título não deixaram claro o suficiente, The End of the F***ing World é muitas vezes uma série muito “obscura”, porém mais no sentido de humor negro do que qualquer coisa particularmente desagradável, embora o terceiro episódio contenha uma quantidade razoável de sangue.

Resultado de imagem para the end of the fucking world

The End of the F***ing World é uma aposta quase perfeita da Netflix e, com toda a certeza, uma intolerável experiência da televisão tradicional. Formada por apenas 8 episódios, a adaptação da série de quadrinhos de Charles Forsman aparece como uma odisseia sem sentido quando James e Alyssa embarcam em uma viagem rodoviária não promissora que acaba terminando em um crime que repercute por quase toda Inglaterra.

A série é um sucesso graças aos dois principais desempenhos das estrelas britânicas Alex Lawther (Black Mirror) e Jessica Barden (Penny Dreadful). James e Alyssa são tão envolventes que sua história de amor disfuncional traz uma quantidade surpreendente de peso emocional.

Eles são beneficiados pelo estilo visual atraente da série, que será familiar para os fãs do trabalho de Edgar Wright, utilizando guinchos cortados de ambos os personagens para manter a série “fresca” e acelerada.

Resultado de imagem para the end of the fucking world

Crucialmente, a série nunca tem medo de ser o que é – “Eu sou James, tenho 17 anos e tenho certeza de que sou psicopata” – ao seu final ambíguo que o deixa aberto para uma segunda temporada. A série definitivamente não é para quem tem o coração fraco, especialmente se você tem um problema com palavrões.

Também vale a pena notar que o título em si ganha um novo significado dado pela própria série. Os segundos finais ganham esse sentimento único e destruidor do “mundo” que muitas pessoas só sentem quando o amor de sua vida está ameaçado,  é como se o mundo tivesse terminado e o ato de sacrifício de James combinado com os argumentos de lamentação de Alyssa evocassem este exato sentimento. O “ponto de partida” ideal de The End of the F***ing World é acreditar que há coisas boas nesse mundo (amor, risos e até a própria vida em si) mesmo que você precise cavar o pior para encontrá-los.

The End of the F***ing World tem tudo para atingir uma grande audiência e receber seu merecido sucesso. Leve a nossa palavra e vá para uma viagem na estrada, divertida e afetuosa com James e Alyssa. Você não vai se arrepender.

Resultado de imagem para the end of the fucking world

The End of the F***ing World está disponível na Netflix.