Editor's Rating

9.5
NOTA

Para a SONY, falha não está dentre os adjetivos que irão descrever Homem Aranha – De Volta Ao Lar, pois o mais novo filme da franquia do “amigo mais querido da vizinhança, Homem Aranha”, conta com as principais ferramentas de sucesso dos super heróis atuais: bom humor, lutas sincronizadas, romances sutis, roteiros bem alinhados e o melhor, VINGADORES! Desde o começo de sua linha temporal, passando por referências fortíssimas da franquia e contando até mesmo com as participações de dois dos mais famosos e influentes dos Vingadores, Tony Stark (Robert Downey Jr.), que será o mentor de Peter Parker (Tom Holland) e o nosso querido e honrado Capitão América (Chris Evans), em flashes.

Sem entregar muito do roteiro (que está bem construído em relação as linhas temporais do universo Marvel), o filme tem início 8 anos após os acontecimentos do 1º filme dos Vingadores, o que nos mostra o aparecimento do vilão Abutre interpretado por Michael Keaton. Na circunstância, o Abutre e sua gangue estão em busca de restos dos armamentos utilizados pelos alienígenas que atacaram o grupo de super heróis. Com esse salto na história já observamos um avanço nas técnicas do vilão e seu grupo. Encontramos também um jovem Peter Parker (Holland) que desfruta das maravilhas de ter participado de sua primeira missão ao lado do seu mentor Tony Stark, o Homem de Ferro (contra o team Capitão América em Guerra Civil) em meio ao cotidiano conturbado do colegial e tentando manter em sigilo sua identidade secreta.

Nesse corre corre, Peter tenta resolver alguns casos que ele julga serem necessários para a regulação de seu dia a dia como herói de Nova York. Porém, ele acaba se metendo apenas em confusões, até conseguir resolver sua primeira missão nos bairros vizinhos, fazendo jus ao seu codinome “amigo da vizinhança”. E as sequências de ação estão de tirar o fôlego e prender a atenção. As lutas estão bem coreografadas e podemos perceber que a preparação física do nosso herói prodígio está a melhor possível.

Outro adjetivo que podemos relacionar a esta nova produção do Aranha é desconstrução e principalmente relacionada à continuidade do personagem, ou seja, como ele adquiriu os seus poderes e habilidades. Em De Volta Ao Lar, não experienciamos o contato de Peter com a aranha radioativa que lhe presenteia com as suas habilidades e força descomunal, mas já acompanhamos um super herói com dilemas relacionados a como gerenciar sua rotina de lutas contra o crime e as aulas. Presenciamos amigos e companheiros de aventuras, o Ned (Jacob Batalon); uma Tia May (Marisa Tomei) bem mais jovem do que estamos acostumados, ainda sim com toda a sua sábia experiência; e personagem que trazem reviravoltas para o entendimento do futuro desta franquia, Michelle (Zendaya).

A trilha sonora traz grandes clássicos do rock, mas que deixam o clima bem moderno e atual. Completando a atmosfera “jovem” e inovadora da série. Por fim, pode-se dizer que um adjetivo bastante característico para essa produção é “renovado”, por trazer uma forma original de se ver uma personagem que já é bem conhecido e não distorcer suas características principais e nem o sentimento de amor que os fãs carregam. Nesse sentido, o diretor Jon Watts (A Viatura de 2015 e Clown de 2014) foi bem sucedido nessa sua empreitada e podemos esperar grandes desenvolvimentos para os próximos filmes.Homem Aranha

Homem Aranha – De Volta Ao Lar tem sua estreia para o dia 6 de julho de 2017 e você pode conferir aos trailers abaixo: