Editor's Rating

É, sem dúvidas, o livro mais sombrio da saga e é emocionante poder ver a conexão entre Harry e Voldemort. O ponto fraco do livro é por ser cansativo em alguns capítulos, mas sem perder a sua essência cativante que motiva o leitor à não parar de ler.

9.5
10

Em comemoração aos 20 anos de lançamento de Harry Potter e a pedra filosofal, a Sétima Cabine preparou uma semana especial onde postaremos todo dia uma resenha de um livro de Harry Potter para aqueles que ainda não conhecem a saga terem a oportunidade de conhecer um pouco mais ou até mesmo se motivar para começar a ler e também para aqueles que já leram e querem relembrar um pouco dela. Caso queria saber um pouco mais sobre o especial, não deixe de conferir o post de introdução do especial de 20 anos da saga Harry Potter na Sétima Cabine.

Livro: Harry Potter e a ordem da fênix
Título Original: Harry Potter and the order of the Phoenix
Autora: J. K. Rowling
Editora: Rocco
Ano: 2003
Páginas: 702

HARRY POTTER E A ORDEM DA FÊNIX

A fase sombria da saga começa oficialmente a partir deste livro, Harry Potter e a ordem da fênix é , sem dúvidas, o mais “dark” quando comparado aos demais livros da saga até então.

Como já é de costume, a história se inicia mais uma vez durante as férias de verão de Harry na casa dos seus tios, os Dursley. Harry tem se sentido muito sozinho e abalado após o final trágico do torneio tribuxo e perdido por não saber muitos detalhes sobre a volta de Voldemort. Harry mandou sua coruja, Edwiges, enviar mensagens para Sirius, Rony e Hermione mas não obteve resposta de nenhum deles sobre o motivo de estar preso com os Dursley e não com os Weasley como já é de costume durante o final das férias de verão.

Harry sofre um ataque de dois dementadores em Little Whinging, local habitado por trouxas (pessoas sem o dom da magia). Harry é resgatado por aurores que o levam para para a sede da Ordem da Fênix, uma sociedade secreta criada durante a primeira guerra bruxa por Dumbledore e reaberta mais uma vez por ele com o intuito de combater a volta de Voldemort. Harry e seus amigos ficam sabendo que a ordem está atrás de uma “arma” em que, desta vez, ele não possuía.

Ao voltar para Hogwarts, Harry percebe que Dumbledore anda muito preocupado pois o mesmo tentou comunicar o Ministério da magia sobre a volta de Voldemort mas eles pareciam não ter dado ouvidos a ele. O jornal Profeta Diário havia publicado uma série de matérias para fazer com que todos não acreditassem no que Harry e Dumbledore diziam. Diante disso, o ministro da magia retira o lugar de Dumbledore como membro da Confederação Internacional de Bruxos além de publicar um decreto que lhe dava maior poder sobre Hogwarts e coloca usua funcionário, Dolores Umbridge, para lecionar em Hogwarts.

Dolores é a nova professora de ‘defesa contra as artes das trevas’ mas foi colocada lá não só para lecionar mas, também, para espiar Dumbledore. Harry está com raiva e se sente perdido diante de tudo o que vem acontecendo, então se une aos seus amigos para estudar a ‘defesa contra as artes das trevas’ na prática e isso acaba deixando ele mais motivado.